Destaques

Notícias

 
III Seminário de Farmácia Hospitalar: Êxito em público e nível da programação

Um painel sobre Farmácia Hospitalar e Segurança do Paciente, realizado na tarde da sexta-feira (19/08), marcou o último dia do 3º Seminário Norte/Nordeste de Farmácia Hospitalar, realizado no auditório Brum do Centro de Convenções de Pernambuco.A mesa composta pelos palestrantes Marinei Campos Ricieri (Farmacêutica Clínica do Hospital Pequeno Príncipe - HPP-PR), Valéria Santos Bezerra (Superintendente de Suprimentos do Hospital da Restauração) e Alan Lucena de Vasconcelos (Supervisor Farmacêutico de Assistência Farmacêutica do Real Hospital Português), além da Presidente do CRF-PE, Gisêlda Castro Lemos de Freitas, da Vice-presidente do órgão, Joyce Nunes dos Santos e da farmacêutica Monica Henrique dos Santos, Coordenadora de Assistência Farmacêutica do Real Hospital Português.A primeira palestra foi proferida por Marinei Campos Ricieri, que abordou o tema “A Cadeira Terapêutica do Medicamento e Segurança do Paciente”. Em seguida, Valéria Santos Bezerra, explorou o tema “Segurança do Paciente e sua Interface com o Serviço de Farmácia”. Por último, Alan Lucena falou sobre “Pequenas práticas e grandes impactos na segurança do paciente.”Na quinta-feira (18/08), ao abrir o seminário, a presidente do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, Gisêlda Castro Lemos de Freitas, ressaltou o empenho que vem sendo empreendido pelo órgão na capacitação e formação dos profissionais pernambucanos. A dirigente destacou também o importante papel que vem sendo desempenhando pelas comissões técnicas assessoras do CRF-PE, principalmente na proposição e organização de palestras, cursos de capacitações. O III Seminário de Farmácia Hospitalar foi mais uma promoção do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, através de suas comissões assessoras de Farmácia Hospitalar e Oncologia, com apoio da SBRAFH-PE e SOBRAFO-PE. O evento integrou a programação paralela da Feira de Produtos e Serviços Hospitalares - Hospitalmed.Esta é a terceira participação do CRF-PE na Hospitalmed, o maior evento da área hospitalar do Norte, Nordeste e Centro Oeste. “A cada ano nosso seminário se supera, tanto pelo nível dos debates quanto pelo número de participantes. Estamos contentes em poder proporcionar aos farmacêuticos e estudantes de farmácia este momento de aprendizagem e interação”. Disse Gisêlda Lemos.INTERAÇÃO – O Stand do CRF-PE, instalado na área de exposições da Hospitamed, foi utilizado como espaço de interação da categoria. Nos intervalos da programação do Seminário de Farmácia Hospitalar, farmacêuticos e estudantes marcaram presença no local.

Projeto Cuidado Farmacêutico do Recife recebe certificação do MS

Vinte e três farmacêuticos da rede de Saúde da Prefeitura do Recife receberam, na sexta-feira passada (19/08) certificado de qualificação em atendimento de clínica farmacêutica. A entrega da certificação ocorreu no auditório da PCR, com presença do consultor técnico da Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, Orlando Mário Soeiro, do secretário municipal de saúde, Jaílson Correia, da Gerente Geral da Assistência Farmacêutica, Karinna Boaviagem, das diretoras do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco, Gisêlda Castro Lemos de Freitas (Presidente) e Joyce Nunes dos Santos (Vice-presidente) do conselheiro federal do CFF, Bráulio César de Sousa e do apoiador do Ministério da Saúde, Divaldo Lyra.Durante a solenidade de certificação, a Gerente Geral da Assistência Farmacêutica, Karinna Boaviagem agradeceu à direção do Conselho Regional de Farmácia pelo apoio ao projeto, destacando a participação da vice-presidente do órgão, Joyce Nunes dos Santos, “Uma entusiasta do projeto, desde o início”. Segundo Karina Boaviagem, a implantação do cuidado farmacêutico incrementa a forma de atuação do profissional. “O profissional de Farmácia, que antes estava mais ligado à logística dos insumos, agora senta com o paciente, avalia a prescrição e identifica nuances do processo medicamentoso”, explicou Karinna.Representado o CRF-PE na solenidade, Joyce Nunes dos Santos afirmou que o projeto cuidado farmacêutico é um “divisor de águas” e vai demonstrar, ao longo de sua execução, a importância da atenção farmacêutica e dos serviços farmacêuticos. A equipe da AF do Recife foi vanguarda ao assumir esse serviço. Quem sairá ganhando é a população".A dirigente colocou como desafio para os profissionais que receberam a certificação o trabalho de sensibilização dos demais profissionais da rede, além do apoio para a expansão do projeto para outros municípios. “Que Recife seja um multiplicador do cuidado farmacêutico”. Sugeriu.O consultor técnico da Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde, Orlando Mário Soeiro, também destacou o empenho e o compromisso dos farmacêuticos com a implantação do projeto. Ao justificar a importância do cuidado farmacêutico, Mário Soeiro mencionou que os estudos apontam que de 50 a 70% das pessoas que precisam usar medicamentos não aderem adequadamente ao tratamento. “O não-uso ou uso incorreto causa outros problemas, tanto ao usuário, que pode desenvolver outros problemas de saúde, como para o governo”.Por último o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia disse que com a iniciativa, Recife se torna exemplo na questão da Assistência Farmacêutica para outros municípios do Estado e da Região. “A formação dos nossos servidores traz um campo importante para que essa qualificação possa se expandir ainda mais para a Rede do Recife”, afirmou Correia.SOBRE O PROJETOO projeto Cuidado Farmacêutico é resultado de parceria da Secretaria de Saúde do Recife e Ministério da Saúde. O CRF-PE apoiou a iniciativa, com cessão de espaço para reuniões e de equipamentos para treinamento da equipe, além da divulgação de todas as etapas do projeto.Recife é o quarto município brasileiro a contar com esse tipo de assistência pioneira na atenção básica. Os outros três são Curitiba (PR), Lagoa Santa e Betim (MG). Na prática, projeto prevê a implantação da consulta farmacêutica, na qual o usuário do SUS será atendido e acompanhado pelo farmacêutico, que irá observar os medicamentos que ele utiliza, vai avaliar possíveis reações adversas e outros problemas relacionados a medicamentos, como dosagem, por exemplo, promovendo assim o uso racional dos medicamentos e o acompanhamento farmacoterapêutico.O processo de capacitação em Recife durou nove meses e contou com aulas teóricas, seminários, workshop e formação em serviço – sempre com orientação de técnicos do MS.O serviço já está implantado em 29 pontos de atenção (unidades de saúde da família, policlínicas, caps e Farmácias da Família) espalhados pelos oito distritos sanitários da cidade.

 
Academia de Farmácia celebra 79º aniversário e homenageia profissionais

Ex-presidente do CRF-PE, Bráulio César de Sousa foi um dos agraciados com a Medalha Jubileu da ANF.Na noite da sexta-feira (12/08), autoridades, profissionais da saúde que atuam em diferentes setores das ciências farmacêuticas no Brasil se reuniram no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, para comemorar o aniversário de 79 anos da Academia Nacional de Farmácia – ANF, em uma sessão solene proposta pela vereadora Edir Sales.Durante o evento, a Academia Nacional de Farmácia prestigiou com a Medalha Jubileu 25 profissionais de vida científica brasileira e internacional, em agradecimento às suas contribuições às Ciências Farmacêuticas.O ex-presidente do CRF-PE e atual Conselheiro Federal, Bráulio de Cesar de Sousa, foi um dos agraciados. Ele é o primeiro pernambucano a receber a homenagem da ANF.O presidente do CFF, Walter Jorge evidenciou a relevância da ANF e disse que a noite era de gala para a profissão. Por sua vez, o presidente da ANF, Lauro Domingos Moretto destacou o simbolismo da data. “Congregamos cientistas que se dedicam à ciência farmacêutica no Brasil, são farmacêuticos, médicos, veterinários, cirurgiões dentistas e outros profissionais que atuam nesse campo. Nós temos programas educacionais para disseminar os assuntos relacionados à inovação, tanto sob a forma de conferência, como simpósios e oficinas, esse é o nosso trabalho”, afirmou.Sobre a ANF - A Academia Nacional de Farmácia é uma sociedade civil científica, de âmbito nacional, que tem como objetivos estudar, debater, divulgar, educar e colaborar como órgão consultivo em atividades nacionais e internacionais, em tudo o que se relacione com as ciências farmacêuticas.Fundada em 13 de agosto de 1937, com sede na cidade do Rio de Janeiro, a ANF é uma das mais longevas sociedades científicas brasileiras na área farmacêutica. É composta de profissionais farmacêuticos, médicos, odontologistas e outros de várias áreas do conhecimento.Confira a lista de homenageados com a Medalha Jubileu da ANF:AUTORIDADES:- Edimilson Ramos Migowski de Carvalho - Presidente do Instituto Vital Brasil- Edir Sales - Vereadora da Câmara Municipal de São Paulo- Celso Araújo Braga – Sinfar-RJ- Jorge Froes De Aguiar - Abafarma- Theo Van Der Loo - Presidente da BayerDiretores de Instituições de Ensino- Anibal Gil Lopes - Diretor da Unicastelo- Demerval de Carvalho - Unaerp- Cleopatra da Silva Planeta (Unesp)- Gerson Antônio Pianetti – Conselheiro Federal de Farmácia pelo Estado de Minas Gerais e professor da disciplina de Controle de Qualidade Biológico na UFMG- Jorge Mancini Filho - FCF USPDIRIGENTES DE ENTIDADES:- César Eduardo Fernandes - Médico Presidente Febrasg- Juan Carlos Becerra Ligos - Sincofarma- Alex Sandro Rodrigues Baiense - Conselheiro federal de Farmácia pelo Estado do Rio de Janeiro- José Ricardo Arnaut Amadio- Conselheiro federal de Farmácia pelo Estado do Mato Grosso- Braulio César de Souza - Conselheiro federal de Farmácia pelo Estado do Pernambuco- Lenira da Silva Costa – Conselheira federal de Farmácia pelo Estado do Rio Grande do NortePESQUISADORES:- Margareth Marques- Eduardo Abib Júnior - Presidente ACBIO- Joi Luiz de Jesus - Coronel Farmacêutico do Exército- Luis Antônio de Angelis Junior - Coronel Farmacêutico da Aeronáutica- Solange Aparecida Nappo - Pesquisadora Científica do Cebrid (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas)Fonte: Comunicação do CFF

Farmacêuticos fazem protesto durante mesa de negociação

Os farmacêuticos do setor de Farmácias e Drogarias de Pernambuco fizeram bonito. Vestidos de preto, com apitos, faixas e cartazes, gritaram que não abririam mão das 30 horas e de salários justos. A Rua Riachuelo, no bairro da Boa Vista, centro do Recife, foi palco de uma manifestação inédita da categoria no Estado. O protesto aconteceu na quinta-feira, 11, em frente ao Edifício Círculo Católico, durante a quarta rodada de negociação entre o Sinfarpe e o Sincofarma.Em reunião tensa, o Sinfarpe insistiu na defesa das 30 horas e no salário compatível para os profissionais. O sindicato patronal manteve a contraproposta de flexibilizar a carga horária, com o desmembramento para as opções de 20, 30 e 40 horas. Um dos participantes da mesa, representando os patrões, questionou a presença dos representantes do CRF-PE na mesa e reprovou o protesto dos profissionais e estudantes de Farmácia, que reuniu mais de 120 pessoas.“Num país como o nosso, que passa por um momento político difícil, qualquer ato de democracia incomoda! Como sindicalista, eu jamais pediria tal coisa. Nunca pediria à categoria para silenciar uma manifestação!”, respondeu Veridiana Ribeiro, presidente do Sinfarpe. As palavras dela foram apoiadas pela diretora do sindicato, Maria José, e pela vice-presidente do CFR-PE, Joyce Nunes. Os assessores jurídicos do Sinfarpe, José Leniro e Josenildo Araújo, lembraram do direito à manifestação de qualquer trabalhador como um ato legal.Ao final das discussões, foi solicitado ao patronato a apresentação de propostas viáveis para as cargas horárias de 30 e 40 horas, desde que a última, possa oferecer ao farmacêutico a possibilidade de se manter num único emprego. O Sincofarma ficou de analisar a proposta com a comissão na próxima quarta, 17, e se reunir com o Sinfarpe, na quinta, 18, na sede do sindicato dos trabalhadores, para apresentar o que foi decidido pelos patrões. As informações foram repassadas aos manifestantes do lado de fora, numa assembleia livre. A atuação do Sinfarpe e do CRF-PE foi aplaudida pelos profissionais.Participaram da reunião, representando o Sinfarpe, Veridiana Ribeiro, Maria José e os assessores jurídicos, José Leniro e Josenildo Araújo. Pelo CRF-PE, Joyce Nunes e Gisêlda Lemos. Pelo Sincofarma, Ozeas Gomes e Saulo Eduardo de Siqueira Mendonça. A mesa contou ainda com as presenças de representantes da Abrafarma e da Drogasil.Redação Sinfarpe | Fotos: Chico Libório

 
CRF-PE e SINFARPE apresentam recomendações para a política de assistência Farmacêutica do Estado

O Conselho Estadual de Saúde (CES-PE) debateu, na manhã desta quarta-feira (10/08) a política estadual de Assistência Farmacêutica. A discussão do assunto foi proposta pelas representações do Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco e Sindicato dos Farmacêuticos de Pernambuco no colegiado, diante da grave situação do desabastecimento de medicamentos na rede estadual.Coube à secretaria executiva de atenção à saúde da SES, Cristina Mota a apresentação da política de assistência farmacêutica. Em sua fala, a gestora reconheceu os problemas de desabastecimento nas farmácias do Estado, informando que o percentual de abastecimento é 48%. “O desafio existe e está sendo perseguido”. Comentou.O contraponto foi feito pela vice-presidente do CRF-PE, Joyce Nunes dos Santos. Em sua apresentação a dirigente apresentou um diagnóstico da AF em Pernambuco e demonstrou, de forma objetiva, como a política de assistência farmacêutica em curso no Estado vem trazendo sérios e irreparáveis prejuízos à população em função do desabastecimento, da desestruturação da rede, da falta de pessoal e da terceirização dos serviços.Utilizando dados do levantamento feito pelo CRF-PE nas unidades hospitalares, UPA e UPAEs no ano passado, Joyce Nunes destacou como principais problemas da AF:• Desconhecimento dos custos efetivos da terceirização da logística dos medicamentos e insumos.• Os equipamentos de informática locados apresentam-se obsoletos• Utilização de sistemas terceirizados, caros, não integrados e que não permitem o gerenciamento efetivo das informações. • Desabastecimento de medicamentos, levando a interrupção e retardo do tratamento, provocando hospitalizações e óbitos.• Inexistência de estoque mínimo• Não há dispensação de medicamentos para pacientes em alta hospitalar, prejudicando a continuidade do tratamento.• O quadro de pessoal insuficiente. Dos 295 farmacêuticos da rede, apenas 73 são concursados. 109 são terceirizados e 26 têm vínculo precário. Há carência de 407 novos farmacêuticos.Em sua fala, a vice-presidente do CRF-PE argumentou que ao apontarem os problemas da assistência farmacêutica as entidades apenas cumprem seu papel de defesa da sociedade. “Não é questão de ser contra ou a favor da gestão. Mas não podemos compactuar com uma política que notoriamente vem trazendo prejuízos à população. Sabemos das dificuldades, mas a situação exige ações efetivas por parte do governo. É preciso que se estabeleçam metas de curto, médio e longo prazos para que os problemas sejam solucionados”. Pontuou.A política de assistência farmacêutica do Estado também recebeu críticas dos representantes do CRF-PE e do SINFARPE no CES, Armando Moura e Hermias Veloso, da presidente do Sinfarpe, Veridiana Ribeiro e da secretária da entidade, Marise Matwijszyn.Para Hermias Veloso, não se pode atribuir os problemas da assistência farmacêutica à atual crise financeira. “Essa desestruturação não é recente. Na verdade, ela é fruto do modelo adotado pelo governo, um modelo caracterizado pela transferência da responsabilidade da gestão da saúde para as OSs, onde não há transparência e nem eficiência.” Disse.O conselheiro cobrou medidas urgentes por parte do governo e disse que entidades farmacêuticas estão à disposição para contribuir. “Para nós, o que deve ser levado em conta é o interesse da população. Estamos à disposição para contribuir na busca da solução dos problemas”.A falta de prioridade com a questão do medicamento também foi apontada por Veridiana Ribeiro. “O acesso ao medicamento é um direito e este direito não está sendo garantido em nosso Estado. O que está ocorrendo aqui não é falta de medicamento, mas desabastecimento mesmo”. Destacou.Ao final dos debates, à secretária executiva de coordenação geral da SES, Ana Cláudia Callou considerou a reunião muito proveitosa, destacando que as entidades puderam se posicionar, apontando os problemas, mas também as diretrizes para a questão do medicamento.Após os debates, foram aprovados os seguintes encaminhamentos:1 - Formação de um grupo de trabalho com representações do CRF-PE, SINFARPE, Cosems, SES, CES, e de órgãos de controle externo para discutir uma política de AF no estado. Uma proposta construída pelo conselheiro Hermias Veloso foi entregue e servirá de parâmetro para início dos trabalhos.2 – A Secretaria de Saúde do Estado deverá levantar e apresentar os custos da logística de medicamentos, de modo a possibilitar comparativos.3 – A Secretaria de Saúde do Estado deverá disponibilizar a lista de medicamentos em falta, evitando o deslocamento e a angústia dos pacientes.RECOMENDAÇÕES – O CRF-PE e o SINFARPE entregaram ainda um conjunto de recomendações para política de Assistência Farmacêutica.Siga o link e conheça: http://migre.me/uCELo

CRF-PE ganha ação judicial contra município do Recife

Mais uma ação judicial ganha, reconhecendo, como preconiza a Lei 13.021/14, a obrigatoriedade do Farmacêutico nas Farmácias do Serviço Público, determinando a necessidade da presença do farmacêutico em estabelecimentos geridos pelo Município do Recife para atendimento a programas como o "Farmácia da Família".Veja abaixo a íntegra do acórdão da 3ª Turma do TRF-PE..............................................TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃODivisão da 3ª TurmaAcórdãoExpediente ACO/2016.000108 da(o) Divisão da 3ª TurmaAC - 589048/PE - 0010995-37.2014.4.05.8300RELATOR : DESEMBARGADOR FEDERAL CID MARCONIORIGEM : 11ª Vara Federal de Pernambuco (Privativa para Execuções Fiscais)APTE : CRF/PE - CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DEPERNAMBUCO ADV/PROC : BERGSON JOSÉ NOGUEIRA DO NASCIMENTO.APDO : MUNICÍPIO DO RECIFE - PEADV/PROC : GUSTAVO HENRIQUE BAPTISTA ANDRADE e outrosEMENTAADMINISTRATIVO. CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA. AUTO DE INFRAÇÃO. MULTA. LEGALIDADE. PRESENÇA DE FARMACÊUTICO EM "FARMÁCIA DA FAMÍLIA". EXIGÊNCIA. ATIVIDADES TÍPICAS DE FARMÁCIA E DROGARIAS. ATENDIMENTO À POPULAÇÃO EM GERAL.1. Apelação interposta pelo Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco - CRF/PE, em face da sentença que acolheu os Embargos à Execução Fiscal e extinguiu a Execução Fiscal pela qual se cobrava multa aplicada, ante a ausência de profissional farmacêutico em estabelecimento gerido pelo Município Apelado.2. A decisão impugnada acatou o entendimento reiterado do STJ segundo o qual as unidades hospitalares de pequeno porte, entendidas como aquelas que detenham menos de 50 (cinquenta) leitos, estão desobrigadas a conservarem responsável técnico em farmácia, por comportarem apenas dispensário de medicamentos e não de farmácias ou drogarias. (REsp 1.110.906/SP, julgado sob o rito dos recursos repetitivos em 23/05/2012, DJe 07/08/2012).3. Do teor do Auto de Infração que originou a multa cobrada, percebe-se que o estabelecimento fiscalizado fora a "Farmácia da Família Ponto de Parada", unidade gerida pelo Município Apelado, e como se infere do próprio nome, não pode ser confundida com "dispensário de medicamentos" destinado exclusivamente a abastecer unidade hospitalar de pequeno porte, visto que tem como finalidade atender à população em geral.4. Reconhecida a legalidade da multa aplicada, impõe-se a reforma da sentença para que sejam rejeitados os Embargos à Execução Fiscal e determinado o regular prosseguimento da Execução Fiscal.5. Apelação provida. Honorários à conta do Apelado, fixados em R$ 1.000,00 (mil reais), com base no disposto no art. 20, § 4º, do CPC/1973, aplicável à espécie, considerando-se, especialmente, o valor em disputa (R$ 2.260,00 - dois mil, duzentos e sessenta reais).ACÓRDÃOVistos, relatados e discutidos os presentes autos, em que são partes as acima identificadas.Decide a Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, por unanimidade, dar provimento à Apelação, nos termos do relatório e voto do Desembargador Relator, que passam a integrar o presente julgado.Recife (PE), 30 de junho de 2016.Desembargador Federal CID MARCONIRelator

 
COMUNICADO - SUBSEDE GARANHUNS

Comunicamos aos usuários da Subsede do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco em GARANHUNS que por motivo de férias da funcionária não haverá expediente naquela unidade no período de 11 a 30 de julho de 2016.Informamos ainda que alguns serviços são disponibilizados através do nosso canal online: http://www.crfpe.org.br/servicosonline/Em caso de dúvida entre em contato conosco pelo fone: 81 3426-8540A DIRETORIA

Realizado primeiro módulo do Curso de Capacitação em Farmácia Hospitalar

Foi realizado nesta sexta e sábado (08 e 09/07) o 1º módulo do Curso de Capacitação em Farmácia Hospitalar, uma promoção do Conselho Federal de Farmácia (CFF) através da Fundação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (FBCF), em parceria com o Conselho Regional de Farmácia do Estado de Pernambuco (CRF-PE) e apoio do Centro Universitário Maurício de Nassau – Uninassau e do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade (ICTQ).Idealizado e chancelado pela FBCF e CFF, o Curso de Capacitação em Farmácia Hospitalar tem carga horária de 72 horas-aulas, distribuídas em seis módulos de 12 horas-aulas cada.Este primeiro módulo teve como ministrante a farmacêutica Maria José Sartório, sendo abordados os seguintes assuntos: Introdução à farmácia hospitalar, Legislação específica, Políticas de saúde e Ética, bioética e ética na pesquisa. Sartório é especialista em Farmácia Hospitalar e integra o Grupo de Trabalho de Farmácia Hospitalar do CFF.Por ocasião da abertura do evento a presidente do CRF-PE, Gisêlda Castro Lemos de Freitas agradeceu ao presidente do Conselho Federal de Farmácia, Walter Jorge João, pelo apoio e parceria para a qualificação dos profissionais farmacêuticos pernambucanos, destacando ainda o empenho do conselheiro federal Bráulio César de Sousa para a concretização do projeto.Em seguida, Bráulio César anunciou que, após solicitação do CRF-PE foi estabelecida nova parceria visando à realização do Curso de Excelência Farmacêutica em Recife e outras cinco cidades do interior do estado.Próximo módulo: O próximo módulo do Curso de Capacitação em Farmácia Hospitalar será realizado nos dias 15 e 16 deste mês, tendo como conteúdo a manipulação e o fracionamento de medicamentos._________________Nossos agradecimentos à Faculdade Maurício de Nassau, na pessoa do coordenador do curso de Farmácia, Dr. Aldo César Passilongo, que gentilmente cedeu as instalações da faculdade para a realização do Curso de Farmácia Hospitalar.

 
Diga NÃO à restrição da atuação do farmacêutico

Está sob consulta pública, no site do Senado Federal, o Projeto de Lei (PL) 350/2014, da senadora Lúcia Vânia, que propõe a restrição da atuação do farmacêutico e de outros profissionais de saúde.O PL propõe alterar o Artigo 4º da Lei 12.842/2013 (lei do ato médico), onde são descritas as atividades privativas do médico. No texto há a indicação para que atividades como aplicação de injeções, prescrição de medicamentos, punção venosa, entre outras, sejam exclusivas dos médicos.Nós, farmacêuticos, precisamos nos mobilizar para assegurar nossos direitos e barrar este famigerado projeto. Vamos mostrar que a união faz a força.Faça a sua parte. Vote CONTRA agora mesmo. É simples e rápido.Siga o link: https://goo.gl/EORJDd

Sucursal da ANFARLOG instalada em Pernambuco

Os farmacêuticos do ramo da logística contam agora com uma representação da entidade do setor em nosso Estado. Trata-se da Associação Nacional de Farmacêuticos Atuantes em Logística –ANFARLOG, cuja sucursal foi instalada oficialmente na noite desta quinta-feira (07/07).O ato de instalação contou com a presença da Diretora Técnica da ANFARLOG, Sonja Helena Borges, que se encontrava em Recife para ministrar curso a convite do CRF-PE. Também presentes a vice-presidente do CRF-PE, Joyce Nunes dos Santos, o conselheiro federal Bráulio César de Sousa além dos integrantes da Comissão Assessora de Distribuição e Logística Farmacêutica do CRF-PE.Esta é a primeira sucursal instalada pela Anfarlog, o que denota a importância de Pernambuco como principal polo do Norte/Nordeste na distribuição e logística de medicamentos.A ANFARLOG reúne profissionais e empresas atuantes no âmbito de logística de produtos farmacêuticos e afins. A Associação representa os interesses de profissionais e empresas de logística farmacêutica, promovendo a divulgação da legislação, regulamentação e implantação de Boas Práticas na cadeia logística farmacêutica.A representação regional da entidade é composta pelos farmacêuticos Dirceu José Seixas do Monte Junior, como presidente e Thays Cristiane Barbosa Lucena, como suplente. Ambos são integrantes da Comissão Assessora de Distribuição e Logística Farmacêutica do CRF-PE.

 
CRF-PE Promove curso na área de logística farmacêutica

O Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco – CRF-PE promoveu, nesta quinta-feira (07/07), o minicurso sobre ‘Boas práticas na cadeira logística de medicamentos e produtos para a saúde".Ao abrir o evento, a vice-presidente do CRF-PE Joyce Nunes dos Santos destacou o esforço quem vem sendo empreendido pelo órgão no sentido de proporcionar oportunidades de qualificação para a categoria farmacêutica nos mais diversos ramos da atividade.Também esteve presente o conselheiro federal Bráulio Cesar de Sousa.O curso foi ministrado por Sonja Helena Macedo Borges, Farmacêutica atuante na logística de medicamentos. Ela é autora dos livros – “Logística Farmacêutica Comentada” e “Logística Farmacêutica Geral”. Além disso, também é docente das disciplinas de “Logística Farmacêutica” e fundadora da Associação Nacional de Farmacêuticos Atuantes em Logística (ANFARLOG).Durante todo o dia foram abordados conteúdos relacionados às boas práticas de Armazenagem e Distribuição de medicamentos sob os aspectos regulatórios, tanto no âmbito técnico como no operacional, além das atividades do farmacêutico inserido como gestor e responsável técnico nas múltiplas etapas da cadeia logística.A capacitação ocorreu no IDE Cursos, no bairro do Pina, zonal sul do Recife.

CFF e CRF-PE promovem curso de capacitação em farmácia hospitalar

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) e o Conselho Regional de Farmácia de Pernambuco (CRF-PE), promovem, no próximo dia 8 de julho, o CURSO DE CAPACITAÇÃO EM FARMÁCIA HOSPITALAR. As aulas ocorrerão no auditório do bloco ‘B’ da Faculdade Maurício de Nassau, na Rua Guilherme Pinto, 114 – Graças, Recife/PE.O curso é concebido e legitimado pela Fundação Brasileira de Ciências Farmacêuticas (FBCF), e Conselho Federal de Farmácia. A carga horária é de 72 horas-aula, distribuídas em 6 módulos de 12 horas-aula cada.O objetivo desta oportunidade é promover capacitação dos farmacêuticos que atuam ou desejam atuar na área hospitalar, mediante a apresentação de conceitos e melhores práticas na assistência farmacêutica. As inscrições estão abertas para farmacêuticos e estudantes de farmácia que estejam cursando a partir do 8° período.Inscreva-se aqui: http://migre.me/ue60K